Cultura, Novidades, Viena, [:pt]Áustria[:][:en]Austria[:]

Belvedere Palace – 7 razões para conhecê-lo

A dica de hoje é o Palácio de Belvedere, em Viena. 

7 razões para visitar o Belvedere Palace:

 

1. Klimt & Kiss

A primeira razão, na minha humilde opinião, já justifica a visita. Eu queria muito conhecer o Belvedere única e exclusivamente para ver – ao vivo e à cores – a obra “The Kiss” (o beijo), do pintor austríaco Gustav Klimt.

Não é permitido fotografar os quadros, mas o museu fez uma réplica na sala ao lado do original, para que os visitantes pudessem tirar fotos. Eles, ainda, fizeram uma brincadeira para deixar o passeio mais divertido: “Kiss selfie”.

belvedere


Isso mesmo que você deve estar pensando. Vá com a sua esposa, seu marido, com o(a) seu(sua) namorado(a), ficante, affair, ou qualquer pessoa que esteja afim de beijar, e tentem representar o “The Kiss” do Klimt em frente à réplica. Para participar não esqueça de:

  1. Entrar no clima e deixar a vergonha em casa;
  2. Despertar o(a) ator(atriz) que existe dentro de você;
  3. Tirar a foto;
  4. Seguir o instagram @belvederemuseum;
  5. Postar a foto no insta;
  6. Tagar o museu na sua foto;
  7. Colocar as hashtags #belvederemuseum e #belvedere.

Eu e meu namorado entramos na dança, mas até “acertarmos” demos muitas risadas, já que tinha uma plateia nos olhando haha.

belvedere

Você acha que chegamos perto?

belvedere

Para quem não sabe:

Quem foi Gustav Klimt?

Eu respondo: um artista simbolista da Art Noveau, da virada do século XIX para o século XX. Conhecido pelas obras exuberantes, protagonizando mulheres.

Para quem não conhece, o “Der Kuss” (o título original, em alemão) é o quadro mais famoso do Klimt, e, segundo muitos, o melhor.

Ele foi pintado à óleo com folhas douradas, dando um efeito de ouro. Não é por acaso que ele faz parte do período dourado do pintor.

Ninguém sabe com certeza quem está representado nele, mas há uma teoria de que o casal é Klimt e Emilie Flöge, uma de suas modelos que veio a se tornar sua amante.

Mesmo se você não gosta de arte, acredite, você não vai se decepcionar. Todas as minhas expectativas – altas – foram superadas. Eu fiquei hipnotizada por alguns minutos, não sei se pelo enigma envolvendo o casal misterioso, se pelo brilho dourado, pelo tamanho ou se tudo isso junto.

Essa pintura tem que ser vista pessoalmente.

Para quem quiser saber mais curiosidades sobre a obra eu recomendo este artigo, que traz 15: http://mentalfloss.com/article/64727/15-things-you-should-know-about-klimts-kiss

E, para os cinéfilos, querendo saber mais sobre o pintor, recomendo assistir “A Dama Dourada” (o filme que vi no cinema a céu aberto em Miami).

O filme estrelado por Helen Mirren e Ryan Reynolds, conta a história verídica de Maria Altmann, uma austríaca judia que teve sua casa em Viena saqueada pelos nazistas na 2a Guerra Mundial.

Dentre os bens roubados, levaram a obra “A Woman in Gold”, de autoria de Klimt, pintada em óleo, ouro e prata. O quadro retratava sua tia Adele Bloch-Bauer, da alta sociedade vienense e amiga do pintor, vestindo uma valiosa gargantilha de brilhantes.

Anos mais tarde, Maria (Helen Mirren) que vive nos Estados Unidos, contrata o jovem e inexperiente advogado Randol Schoenberg (Ryan Reynolds) para recuperar judicialmente a obra.

Não vou contar como termina a trama para que você veja o filme. A história é linda e muito bem contada. É uma aula de história, de confiança, de amizade e, claro, de direito. 

Para quem é da área o caso é: República da Áustria X Altmann, 541 US677 (2014).

2. Arquitetura & Patrimônio Histórico

O Palácio de Belvedere definitivamente não passa despercebido e não é daqueles que são esquecidos dias depois do fim da viagem. Eu achei mais bonito que o Schönbrunn.

A fachada simétrica, também de arquitetura barroca, é mais imponente e a pintura mais clara, o que me agrada mais (uma opinião leiga e pessoal). Os jardins são extensos e ornamentados por esculturas e fontes.

belvedere
A cara da turista: pau de selfie, mapa, celular, casaco…

belvedere

Originalmente foi a residência do Príncipe Eugênio de Saboia, e no século XVIII foi adquirido pela Imperatriz Maria Teresa para se tornar a residência imperial de inverno. Depois do fim do Império foi a sede do Tesouro Nacional e, ainda, do Ministério das Finanças.

Atualmente, é um respeitado museu, bem como centro cultural e artístico, que busca criar um elo entre a herança cultural e a arte contemporânea.

belvedere

3. Obras-primas

O Belvedere possui o maior acervo do mundo de obras de Gustav Klimt, bem como dos também austríacos Egon Schiele e Oskar Kokoschka. Além disso, ainda tem legítimos quadros de Claude Monet, Vincent Van Gogh e Max Beckmann.

4. Exibições

O museu conta com a exibição permanente “Belvedere Collection”, trazendo obras de arte da Idade Média à arte contemporânea, no Upper Belvedere.

Para complementá-la há ainda exibições temporárias, que podem ser consultadas pelo site.

5. Eventos e Atividades

O Belvedere também oferece eventos e atividades culturais, artísticas e musicais, conforme calendário à disposição no site:

https://www.belvedere.at/bel_en/calendar

6. Aprendizado e ciência

O Museu possui um Centro de Aprendizado, o “Belvedere Learning Center”, voltado para crianças, adolescentes, professores e famílias. Este promove tours específicos para estimular o aprendizado e o conhecimento, por meio de questionamentos, brincadeiras e experiências.

7. Lazer e bem-estar

Os enormes jardins são abertos ao público para atividades de lazer e esportes.

belvedere

belvedere
Um boneco de neve falso que eles deixam no jardim durante o inverno, achei fofo!

Fonte: 


Informações importantes

Horários de funcionamento
Diariamente das 10h00m às 18h00m

Contato
Phone +43 1 795 57 134
E-Mail public@belvedere.at

Endereço
Himmelpfortgasse 8, 1010 Vienna

Ingressos

Klimt Ticket Upper & Lower Belvedere
Adultos €20,00
Idosos (a partir de 65 anos) €17,00
Estudantes (19-26 anos) €17,00
Crianças e adolescentes (até 18 anos) Grátis
Viena Card €16,50
Grupos (acima de 10 pessoas)

 

€18,00

 

Single Ticket Upper Belvedere

Permanent Collection, Gustav Klimt, Kiss

Adultos €14,00
Idosos (acima de 65 anos) €11,50
Estudantes (19-26 anos) €11,50
Crianças e adolescentes (até 18 anos) Grátis
Vienna Card €12,50
Grupos (acima de 10 pessoas) €12,50

Single Ticket Lower Belvedere

Lower Belvedere e Orangery (laranjal)

Adultos €12,00
Idosos (acima de 65 anos) €9,00
Estudantes (19-26 anos) €9,00
Crianças e adolescentes (até 18 anos) Grátis
Vienna Card €9,50
Grupos (acima de 10 pessoas) €10,00

Atenção: para saber o que é e como funciona o Vienna Card entre aqui.

Para maiores informações: https://www.belvedere.at/bel_en

Gostou do post? Consegui te convencer que visitar o Palácio Belvedere vale a pena? Se sim, comente abaixo! E, se você foi além e assistiu o filme “A dama dourada”, me fale o que achou! 

Why not Belvedere Palace? Até quarta 🙂

 

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

4 COMENTÁRIOS

  • Lugar sensacional aonde arquitetura e a história nos conduzem a uma viagem no tempo. Matéria maravilhosa como sempre.

    Responder
    • Exatamente Filipe! A arte e a música também fazem parte dessa viagem no tempo 😉 Why not Belvedere? Muito obrigada, que bom que gostou!! Beijão

      Responder
  • Oi, parabéns pelo post!! Você não comentou se foi ao Upper ou Lower Belvedere ou ambos. Vale a pena comprar o ingresso pra os dois? Obrigado pela informações.

    Responder
    • Oi Williams, obrigada!! Fico feliz que tenha gostado!! Eu fui no Upper e no Lower Belvedere. Comprei o “Klimt ticket”, como você pode ler ao final do post na parte de “Informações importantes”. Vale a pena comprar para os dois, pois a diferença de preço entre só um e os dois é pequena. O “Klimt Ticket” custa 20 euros, enquanto o Upper 14 euros e o Lower, 12 euros. Não deixe de ver os dois, pois realmente compensa! Qualquer dúvida, me pergunte! De nada 😉

      Responder

ESCREVA UM COMENTÁRIO