Sem categoria

Conexão x Escala de voo, qual a diferença?

Muitos viajantes, de primeira ou de centésima viagem, não sabem, ou melhor não sabiam, a diferença entre conexão e escala de voo.

Vou resolver de uma vez por todas essa dúvida, why not packers!

Quando vocês comprarem um voo com destino final para Miami (Estados Unidos), por exemplo, com conexão na cidade do Panamá (Panamá), vocês terão que descer do avião, desembarcar no Panamá e passar pela alfândega. Afinal, é imprescindível o registro de todo passageiro num novo país.

Os comissários de bordo vão orientá-los sobre o caminho a ser seguido, bem como sobre o portão de embarque e horário do próximo voo com destino à cidade final.

Se a companhia aérea do voo seguinte for a mesma do primeiro trecho, os seus funcionários providenciarão a transferência da bagagem dos passageiros em conexão para o outro avião.

Caso as companhias sejam diferentes, vocês terão que pegar a bagagem despachada na respectiva esteira de bagagens, passar pela alfândega (seguindo o exemplo dado acima que envolve a entrada em outro país) e fazer um novo check-in para despachá-las para o destino final.

Devido aos procedimentos que vocês deverão enfrentar, aliados à filas e distâncias dentro dos aeroportos, é extremamente recomendável reservar bastante tempo de intervalo entre as conexões, sobretudo se vocês forem viajar com companhias aéreas diferentes em voos internacionais. Eu sempre prefiro pecar pelo excesso, reservando de 2h30m à 3h de intervalo entre as conexões.

Lembrem-se: quando as companhias aéreas são diferentes não há qualquer garantia caso o primeiro voo atrase e você não consiga retirar as bagagens, passar pela alfândega (quando necessário) fazer o novo check-in e despachá-las de novo a tempo.

Em contrapartida, o que são escalas?

As escalas são bem mais “tranquilas” que as conexões, ao passo que não é necessário descer do avião e passar por toda aquela burocracia até a troca do avião. Um voo com uma ou mais escalas vai parar em determinados lugares “no meio do caminho” para embarque e desembarque de passageiros.

Se vocês comprarem a passagem, visando chegar na “última parada”, ou seja, no destino final, vocês não vão precisar fazer nada. Só vão ter que esperar o procedimento de aterrissagem, subida e descida dos passageiros, e a nova decolagem, desembarcando apenas quando a aeronave aterrizar no destino final.

Prestem atenção ao anúncios feitos pelos comissários de bordo que não tem erro.

O que torna o voo com escalas mais longo que o voo direto é o tempo perdido entre uma escala e outra.

Ficou alguma dúvida? Deixem suas perguntas nos comentários ou me enviem por aqui.

 

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.