Gastronomia, News, Viena, [:pt]Áustria[:][:en]Austria[:]

(Português) 6 coisas que você tem que comer em Viena

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

Ao contrário do que defendem muitos loucos por dieta (nutricionistas, marombas e usuários de whey me perdoem) comer faz parte SIM de toda viagem. Pensando nisso, fiz uma lista de 6 coisas que você TEM que comer quando for para Viena. Afinal, gastronomia também faz parte da cultura do local visitado. E, para se sentir um vienense por completo, bora traçar a lista toda:

1. Schnitzel

O que é?

Schnitzel, prato típico de Viena, nada mais é do que carne de porco à milanesa. Sei que não parece muito apetitoso. Mas, acredite, é delicioso! E você tem que experimentar o original: servido no restaurante Figlmüller. O restaurante existe desde 1905 e é até hoje referência quando o assunto é schnitzel. Usemos a lógica: se o Figlmüller resiste há mais de 100 anos não pode ser ruim, né?

Eles servem o schnitzel bem fininho e crocante. Vá com fome, porque ele tem 30cm de diâmetro e ultrapassa, de propósito, os limites do prato. Sou boa de garfo e como sozinha, mas se você é um ser humano normal, que respeita os limites do seu corpo, divida com outra pessoa – desde que seja de igual normalidade. 

Agora, se pretende encarnar um austríaco de carteirinha, peça o schnitzel acompanhado da salada de batatas, que arrisco dizer que é ainda melhor que o prato principal. Não é à toa que dedico item exclusivo para ela, como você lerá adiante… 

Outro grande atrativo do Figlmüller é a velocidade do atendimento, em menos de 5 minutos você receberá sua salada de batatas e antes mesmo de conseguir devorá-la, seu schnitzel estará servido. Rápido assim!

Mas, lembre-se: como o Restaurante Figlmüller é ‘O LUGAR’ para comer schnitzel, você e mais meio mundo vão querer comer lá. Certo? Então, veja se não vale a pena fazer uma reserva. Na última vez que fui dei sorte, porque cheguei no meio da tarde: às 16h. Ou seja, todo mundo que tinha feito reserva para o almoço já tinha ido embora e quem tinha reservado para o jantar ainda não havia chegado. 

Vai depender do seu espírito! Se quer chegar chegando e ver qualé, sugiro ir num horário fora do padrão como eu fiz. Mas, se não quer contar com o destino, reserve antes. Peça para o concierge do seu hotel ou faça você mesmo pelos telefones disponíveis no site deles: http://www.figlmueller.at/en/contact.html

Segue uma foto para já te deixar com água na boca – só de olhar essa foto meu estômago começou a roncar (cabeça de gorda é assim né…):

thumb_IMG_5962_1024
Se achou ele feio, sem graça, estranho ou sei lá, por favor, não o julgue pela aparência! Confie em mim! É top! (Preço: €29,80)
Onde? Wollzeile 5, 1010 &

Bäckerstraße 6, 1010 Vienna

Dias de funcionamento? Abertos diariamente
Horários de funcionamento? 11h00m-21h30m &

11h45m-23h00m

Para maiores informações acesse a homepage deles: http://www.figlmueller.at/en/welcome.html

Placa da entrada.
Placa da entrada.
A conta para você ver certinho os preços.
A conta para você conferir os preços. Para não restar dúvidas: o Schnitzel custou €29,80 e a salada de batatas (erdäpfel vogerl), €9,40.

2. Salada de batatas

Schnitzel lovers que me desculpem, mas, apesar de eu também me considerar uma, a salada de batatas do Filgmüller consegue ser mais deliciosa que o schnitzel. “Como é que pode uma salada de batatas ser tão boa assim?”. Imagino que deve estar se perguntado agora. Confesso que, como você, eu também pensava o mesmo, até que coloquei o primeiro pedaço na minha boca.

Quando aquela batata suculenta com um molho de “não sei o que” maravilhoso foi dissolvida pela minha saliva, já era tarde demais. Foi paixão à primeira garfada! Não sei explicar o que ela tem de especial, você vai ter que experimentá-la. Eu tentei desvendar o mistério da receita com o garçom, mas não consegui. O toque especial da salada de batatas nunca será revelado a nós, pobres mortais 🙁 .

É um segredo mantido intocado, pelo restaurante Filgmüller, há décadas.

thumb_IMG_5961_1024
Preço: €9,40.

3. Goulasch

O que é?

Um guisado de carne, isto C: pedaços de carne de vaca cortados em cubos envolvidos em molho suculento (normalmente feito com cerveja preta, cebola, cogumelos, cenoura, sal e pimenta).

É servido em prato fundo, de sopa. Eu gostei bastante, ainda mais no frio. No verão acredito que seja um prato pesado, mas ninguém precisa se entupir de goulasch também, né? Mas, conhecer é fundamental!!!

Não vou sugerir nenhum lugar específico, pois dessa vez que fui a Viena não comi o guisado e vou te dizer o porquê: este prato também faz parte das culturas húngaras e tchecas, logo, acabei degustando essa delícia em Budapeste e em Praga, como você verá nos próximos posts.

Fiz questão de incluir o goulasch nesta lista mesmo assim, porque comi pela primeira vez em Viena em 2013, por recomendações locais. Na época, fui ao restaurante Das Heinz, minha referência, que infelizmente fechou 🙁 

Mas, calma! Todo restaurante especializado em comida austríaca tem goulash no menu.

Segue uma foto do acervo do Istock para te deixar com água na boca:

goulash

4. Torta Sacher

O que é? 

A receita oficial, nos mínimos detalhes, está guardada a 7 chaves, ainda que possível adiantar ser a torta de chocolate amargo, recheada de damascos, sem farinha, coberta por ganache de chocolate e servida com chantilly. Muitos turistas vão até Viena em busca da sacher-torte, como é conhecida.

O seu nome tem origem no seu criador, o então aprendiz de cozinheiro Franz Sacher. A torta foi inventada por ele em 1832. Isso mesmo, há 182 anos! 

Ela passou a ser produzida e vendida no café do Hotel Sacher em 1877.

Desde então ela se tornou a sobremesa tradicional da Áustria e, atualmente, é conhecida internacionalmente como a melhor torta de chocolate no mundo.

Eu, particularmente, não achei o gosto espetacular, porque sou muito chocólatra. Como a torta leva chocolate amargo, misturado com damasco, o sabor doce não é exagerado. Todo mundo que eu conheço que experimentou amou, então eu sou uma exceção.

Mesmo se você é como eu, chegado em um doce bem doce, prove a torta. Ela é tão famosa e tão importante que gerou, inclusive, uma disputa judicial pelos direitos autorais na Suprema Corte Austríaca.

A Confeitaria Demel’s (segundo muitos, a melhor de Viena – infelizmente não consegui ir) iniciou uma disputa judicial em 1985, pleiteando o direito de produzir e usar o nome “sacher torte”.

Sete longos anos se passaram até que a Suprema Corte decidiu em favor do Hotel Sacher.

Logo, você já sabe onde tem que comer a sobremesa! Depois comenta o que achou, para eu saber se sou o único ser vivo que não cedeu aos encantos da “Sacher torte”.

No site do Hotel Sacher, referem-se a “sacher torte” como a “original”, para não restar dúvidas quanto ao proprietário da marca: http://www.sacher.com/original-sacher-torte/

Créditos acervo do hotel Sacher: http://www.sacher.com/original-sacher-torte/image-gallery/
Créditos: acervo do hotel Sacher (http://www.sacher.com/original-sacher-torte/image-gallery/)
Créditos acervo do hotel Sacher: http://www.sacher.com/original-sacher-torte/image-gallery/
Créditos: acervo do hotel Sacher (http://www.sacher.com/original-sacher-torte/image-gallery/)
Onde?

Hotel Sacher Wien

Philharmoniker Strasse 4, 1010 

Wien, Österreich

*da mesma rede há também em Salzburg, Innsbruck e Graz.

Dias de funcionamento? Aberto diariamente
Horários de atendimento? 8h00m-00h00m

Preços: variam muito, pois eles vendem em fatias (com ou sem chantilly), em tortas inteiras (de 12, 16, 19 ou 22cm), com café ou sem…

É mais fácil acessar o site para obter as informações corretas e atualizadas de cada produto: http://www.sacher.com/ein-echtes-stueck-wien/

5. Krapfen

O que é?

Uma mistura de sonho com donut, macio, coberto de açúcar, com recheio de geleia de damasco. Eu adorei!! É uma delícia, mas é bem doce. Vou manter minha política (deixada clara no post de hoje: prove! Você vai encontrar em qualquer Billa (rede de mercados espalhados por Viena e outras cidades da Europa – se você ficar hospedado no Ruby-Marie, tem um Billa ao lado), por €1,10. Nas demais confeitarias e quiosques nas calçadas você também vai encontrar, porque é bem típico.

thumb_IMG_6002_1024

Segue o site do Billa para você se familiarizar: https://www.billa.at/Startseite/Startseite/dd_bi_mainpage.aspx

*No Billa você vai encontrar verduras, frutas, chocolates, bebidas, condimentos, produtos de limpeza e de higiene. E, ainda, as lojas maiores possuem uma panificadora com uma variedade enorme (como o krapfen 🙂 ).

6. Manner Wien (Viena)

O que é?

Uma bolacha feita de cinco camadas de “wafer” , recheada com quatro camadas de avelã. É bem parecida com as bolachas do mesmo tipo que temos no Brasil. Na verdade, se voltarmos um pouco na história e na ordem cronológica das coisas, o certo é falar que as brasileiras são parecidas com a Manner. Isto porque, a receita foi inventada por Josef Manner I em 1898.

Como você pôde perceber, Viena é cheia de comidas que surgiram há muito tempo e continuam fazendo parte da sua culinária. Por isso, eu volto a repetir: a gastronomia faz parte da cultura sim! Não só da cultura, como da história de cada lugar. Viena não é diferente! Portanto, se permita experimentar um pouquinho de cada.

Eu comi o wafer da Manner e adorei. Não é excepcional, mas é muito bom! Ainda mais para fazer aqueles lanchinhos estratégicos ao longo dos passeios turísticos. O wafer é o produto mais vendido deles. Segundo o site oficial, a cada segundo dois pacotes (como o da foto abaixo) são comidos na Áustria!

viena
Este pacote custou €2,69.

Eles têm outras opções também, que você pode conferir pelo site: http://www.manner.com/en

Onde? Stephansplatz 7
A-1010 Vienna*vendido em todos os mercados também!
Dias de funcionamento? Aberto diariamente.
Horários de atendimento? 10h00m à 21h00m.

Espero que tenha ficado com fome e com a boca salivando! E, o melhor! que tenha experimentado algum dos itens da lista e tenha gostado! Você sabe qual é o esquema: se tiver alguma dúvida, crítica, sugestão ou queira compartilhar alguma experiência, use e abuse do espaço dos comentários abaixo 😉

Bom final de semana e até segunda 🙂

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

5 COMMENTS

  • Ótimas dicas! Parabéns pelo blog!
    Manner é muito amor! ??

    Reply
    • Obrigada Juli!! Que bom que gostou das dicas 🙂 Pelo jeito consegui te deixar com água na boca, né?

      Reply
  • No passar os olhos pelo post a vontade de saborear essas delícias foi instantânea!!!!!!!!

    Reply
  • Quanta coisa deliciosa! Dicas excelentes.

    Reply
    • Só de ler e olhar as fotos já dá água na boca, não é? Obrigada 🙂

      Reply

WRITE A COMMENT