LIVE

Fiquei doente fora do Brasil, e agora?

Fast Care – Miami

Viajou e ficou doente, precisando de um médico? Sei bem o que é isso e vou resumir as principais informações compartilhadas no 3º Episódio do Why not Live.

Cheguei em Miami bichada! Segunda-feira veio a surpresinha: olho esquerdo gosmento, garganta arranhando… Suspeita de conjuntivite e infecção na garganta no ar!

1º passo – seguro viagem

É imprescindível contratar um seguro saúde para qualquer viagem internacional para evitar aborrecimentos e contas médicas astronômicas. Deixar de fazê-lo por confiar na sorte e poupar uma graninha é temerário, para não dizer outra coisa. Faça, sua saúde e, as vezes, sua vida não tem preço. E aposto que você não vai querer pagar para ver! O meu é do American Express. Como associada, posso contratar seguro de viagem oferecido por eles. O valor é pago mensalmente na fatura do cartão. Verifique com o cartão que você usa, seu banco ou, então, com alguma seguradora. Há opções para todos os bolsos.

2º passo – avise a seguradora

Assim que acordar doente entre em contato com a sua seguradora. No meu caso o mesmo deve ser feito pelo telefone escrito atrás do cartão (para atendimento no exterior). A ligação é a cobrar. Eu estava sem chip dos Estados Unidos para efetuar a ligação, logo tive que usar meus créditos do Skype para tal. A chamada gratuita de skype para skype não é possível, nem mesmo pelo whatsapp. A primeira coisa que me pedira foi digitar o número do cartão, depois a data de validade e os cinco primeiros dígitos do CEP de endereço da fatura.

Já a atendente perguntou onde eu estava e quais meus sintomas. Tenham paciência, pois eles re-encaminham o atendimento diversas vezes e, por óbvio, terá que repetir o seu drama over and over again. Explique tudo da maneira mais completa, pois isso servirá para encontrar um médico, clínica ou hospital para resolver seu problema. Com base no seu endereço, eles vão selecionar o lugar mais próximo.

Se urgente for, se imponha! Assim eles agirão mais rápido.

3º passo – forneça um contato seu

Em até 70 minutos da notificação da doença, a seguradora vai entrar em contato com você para passar todas as informações necessárias para o atendimento médico. Como estava sem celular funcionando aqui tive que passar o número da minha secretária no Brasil para que ela me retornasse os dados por whatsapp. Se precisarem fazer o mesmo indiquem alguém de confiança e que vá atender a seguradora. Podendo comprar um chip de celular para não passar esse perrengue de ficar incomunicável, dependendo de terceiros, melhor.

O envio dos dados sobre onde ir pela seguradora significa que a mesma já enviou autorização para a clínica/hospital/consultório atendê-lo. Ou seja, eles saberão que sua consulta será coberta/paga pelo seguro.

4º passo – leve seu passaporte na consulta

Sem passaporte você não será atendido. Apresente o passaporte na recepção, explique que sua seguradora autorizou o atendimento. Na sequência, você preencherá um formulário com seus dados pessoais, do seguro e sintomas.

Formulário Clínica Fast Care.

Em até 1 hora (no meu caso!) eles te atenderão. Fui atendida em 10 minutos.

5º passo – relatório médico e receitas

Depois da consulta solicite o relatório médico (não esqueça de pedir, caso você precise retornar, será necessário) e as receitas dos medicamentos. Eles vão perguntar qual é a farmácia de sua preferência para encaminhar as receitas. Se você não souber nenhuma, não se preocupe. Pelo endereço em que estiver hospedado, eles vão indicar algumas. Junto com o relatório médico você receberá a lista dos remédios e os dias/horários para tomá-los. CUIDADO: esses documentos NÃO correspondem à receita! A “prescription” é aquela assinada e carimbada pelo médico, enviada diretamente à farmácia escolhida. Sem receita você não comprará NADA nos EUA.

6º passo – farmácia

Vá direto ao balcão de recolhimento de medicamentos e informe sua situação: “fui ao médico tal, na clínica/hospital tal e mandaram minhas receitas”. Os remédios estarão te esperando!

Infelizmente, você terá de pagá-los. Guarde todas as notas fiscais para pedir reembolso ao seguro depois.

Remédio CVS.
Na CVS cada remédio vem dentro deste saquinho etiquetado com seus dados pessoais e preço.
Remédios.
Pega o coquetel de remédios! Haha. A folha no meio é o “medical report” (relatório médico).

7º passo – siga todas as recomendações

Faça tudo direitinho para melhorar logo e não estragar sua viagem 😉

Sem seguro?

Você poderá ser atendido mediante pagamento. Aqui tudo é caro! Uma consulta de oftalmologia custa entre 125 à 200 dólares. A rede de farmácias Walgreens e o supermercado Walmart oferecem consultas particulares em algumas de suas sedes. Na emergência, vale a queda e pagar pela consulta!

Wallgreens: https://www.walgreens.com/topic/pharmacy/healthcare-clinic.jsp

Walmart: https://www.walmart.com/cp/1224932

E não se esqueça dos remédios. Meu colírio de 3 míseros ML custou U$S168,92!

Por isso, por favor, faça um seguro ANTES de viajar! Sua saúde lhe agradecerá!

Mais detalhes no Facebook!! 😉

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

ESCREVA UM COMENTÁRIO