mala inteligente
ABC do Viajante

Mala inteligente: aprenda a viajar leve!

Mala inteligente como?

 

mala inteligente

 

Simples: viaje LEVE! Viajar leve é sinônimo de liberdade, desapego e otimização de tempo. A sua mala inteligente deve conter itens essenciais e indispensáveis à sua sobrevivência. Portanto, garanto que você vai conseguir viver bem com dois sapatos durante um final de semana. Eu vivo muito bem, obrigada, com dois por até 20 dias. Larga mão daquele vestido verde limão com rosa estampado de lilás que você usou uma única vez. Se ele não foi indispensável na sua cidade não o será em qualquer que seja seu destino. O mesmo vale para aquele sobretudo de lã preto para sua viagem ao CARIBE. Uma jaquetinha fina será suficiente na remota hipótese de uma virada de temperatura.

Ainda precisamos falar do taboo “repetir roupa”. Chega dessa história de “não repito roupa em viagem”! Não sei você, mas da onde eu vim as roupas não são descartáveis. Tudo bem, sei que em era digital e com a iminente necessidade de compartilhar fotos no Instagram não queremos fazer feio repetindo os modelitos. O que, cá entre nós, é uma super bobeira. Anyways, há táticas para montas looks diferentes usando as mesmas peças. Basta usar a cabeça e a criatividade. Para ficar mais fácil vamos ao passo-a-passo:

1. Temperatura/estação: Pesquise o clima do destino. Pessoas friorentas tendem a levar seis casacos até para a Etiópia “só por precaução” e o simples ato de dar um check na temperatura de mais de 30 graus faz você enxergar o exagero;

2. Cores harmônicas: Separe peças que combinem entre si. Escolha uma paleta de cores específica e que lhe agrade. Ex: Preto, vinho e cinza. Gosto de levar bases neutras (preto, branco, nude, bege) e casar com cores mais fortes e alegres. Tenha FOCO e seja FIRME. Se tem alguma excepcionalmente diferente que não se dá com absolutamente nada, elimine-a sem pensar duas vezes;

3. Acessórios: ao contrário do que muita gente pensa eles são excelentes aliados e podem ser levados dentro do sapato, da bolsa, da meia ou em qualquer cantinho da mala. As vezes um simples colar, tiara ou pashmina, mudam totalmente aquele pretinho básico:

mala inteligente
O vestido preto é meu preferido para ocasiões mais formais. Ele se transforma, dependendo do acessório ou da falta dele. O cabelo também pode dar uma cara diferente.
mala inteligente
Olhe como um lenço animal print quebra totalmente o look total black.

3. Tecidos práticos: Priorize tecidos finos, leves, que não amassem e que, tampouco, sejam difíceis de limpar. Sugiro couro e derivados. Há vários mais finos e levinhos, além de que não amassa, dá para usar em qualquer estação e se sujar, um paninho com água resolve. Malha fria também é uma boa opção!

mala inteligente
Note que a saia de couro preta ornou perfeitamente com os 4 looks.

 

mala inteligente
Outro tipo de saia de couro preto que também é perfeita para criar estilos diferentes, inclusive com cores fortes como o vermelho e o laranja.

4. Sapatos: Leve um confortável para o dia-a-dia, de preferência tênis. Caminhar o dia todo de salto, por exemplo, compromete o passeio e o bom humor de qualquer uma. Sempre opto pelo preto, cor mais coringa não há: vai com tudo e não aparenta a sujeira. Se vai sair a noite ou em um lugar mais chique, leve uma sapatilha bonita. Existem várias de verniz, camurça, couro que ficam show. Aposte em cores neutras ou, em uma que combine com a paleta de cores escolhida para as outras peças. Sei que dependendo da ocasião precisamos recorrer a um salto alto. Sem problemas. Leve aquele que você já usou várias vezes e sabe que aguenta o tranco. Aquele scarpin, salto agulha de 15 cm está fora de questão em uma viagem de lazer.

Aconselho um sapato preto de couro com um salto um pouco mais grosso, que fique mais firme no pé. 

O tênis preto e até o allstar branco são excelentes ideias para “bater perna”, enquanto a botinha de salto grosso torna o look mais arrumado sem prejudicar o conforto. Repare também na variedade de combinações que as 4 peças fazem.

Ou, de novo, em uma cor que possa ser usada com todas as roupas. Ex.: Roupas nas cores vermelho, marinho e preto; e o salto vermelho.

5. Produtos de higiene: Apenas o necessário em embalagens menores. Isso vale para os cremes, shampoo, condicionador, pasta de dente, maquiagem e demais produtos de limpeza e de beleza. Se possível coloque tudo em frascos menores, somente com o que vai usar. Especial atenção à maquiagem! Se todos os dias você limita-se ao uso de base, pó, blush e rímel, não será na viagem que usará aquela paleta de 300 sombras metalizadas. Seja racional.

6. Secador/chapinha/babyliss: Pesquise com antecedência se os hotéis oferecem secador de cabelo e, se sim, qual é a voltagem. Se for razoável, dispense o seu e liberte-se de um peso morto. Já se seu cabelo é rebelde, considere levar apenas uma chapinha. É menor, mais leve e, muitas vezes, mais eficiente que o secador. Para quem adora enrolar os fios, que tal buscar aprender a usar a chapinha? Desta forma com uma ferramenta você cria dois estilos!

Finalmente, uma reflexão: vale a pena perder minutos e até horas arrumando a juba em detrimento de mais tempo curtindo a trip? Eu sou a neurótica do cabelo em casa, mas estou cada vez mais desapegada a ele nas viagens. Acabo prendendo ou deixando natural mesmo sem medo de ser feliz.

Desapega, desapega e começa a treinar sua mala inteligente HOJE!

Para completar o post, assista minha live feita direto de Cancún sobre a minha mala de MÃO para 10 dias:

http://

Espero que tenha gostado das dicas de mala inteligente e, principalmente, que consiga se tornar um(a) viajante LEVE! Why not pack light? Partiu mala inteligente? Ah e não esquece! Se usar minhas dicas marca o WNP e ajuda a espalhar essa ideia!

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

ESCREVA UM COMENTÁRIO