Flórida, Miami, USA

Miami: dicas práticas do aeroporto

Aeroporto Internacional de Miami

Com as festas de final de ano se aproximando e sabendo a preferência brasileira por Miami, acho válido compartilhar um guia prático do Aeroporto Internacional de Miami.

Coisas que todo mundo precisa saber para não passar nenhum carão antes, durante e depois da viagem.

1. Formulário Alfândega

O que é? Declaração do passageiro a ser entregue à imigração na chegada aos EUA:

Formulário alfândega EUA.

Notem que é proibida a entrada nos Estados Unidos com uma série de itens discriminados acima. Além de portar mais de U$10,000.00.

Atenção! Uma vez declarado e burlado o passageiro estará sujeito às penalidades legais. Não é brincadeira!

Qualquer dúvida revejam dois posts relacionados à bagagem

O formulário acima será entregue pelos comissários de bordo logo depois da decolagem do avião.

Portanto, você terá toda a duração do voo para preenchê-lo.

Este procedimento não se trata de mera formalidade. Os funcionários assim o fazem para que você chegue ao aeroporto Internacional de Miami com o papel devidamente completo. A fila da alfândega (customs) e nem o guichê do policial americano é o lugar para tal.

Toda vez que viajo a Miami vejo vários brasileiros levando broncas por chegarem  com o documento em branco.

Além de irritar os americanos, que, consequentemente, vão descontar em todo turista brasileiro que passar por eles, torna o processo mais lento do que o normal.

Com o papel feito o policial vai olhar o passaporte, o visto, perguntar uma coisa ou outra, colher as impressões digitais e tirar uma foto.

Simples assim.

O único jeito de complicar isso é chegar com o documento em branco.

2. Endereço no Destino

Viaje com o endereço completo de onde você vai se hospedar, seja hotel, apartamento alugado, apartamento ou casa própria.

Por completo: Número, rua, unidade (se for apartamento) cidade, estado e cep (zip code).

Se não for ficar em hotel cuidado ao responder à seguinte pergunta: is it you residence apartment/house? É sua residência? A não ser que você seja, legalmente, um residente nos EUA, não responda afirmativamente.

Neste caso você tem um imóvel de férias (vacation), permanecendo nos EUA no período máximo do seu visto de turista e não morando lá e infringindo este prazo.

Parece bobo, mas muita gente fica nervosa na hora e acaba se confundindo.

3. Apresentar a passagem de volta

Algumas companhias áreas ainda no Brasil impedem passageiros de embarcar para os EUA quando eles não tiverem a comprovação da passagem de retorno em mãos.

Isso pode acontecer quando o viajante vai com uma companhia e retornará com outra.

Como na alfândega a polícia americana pode barrar a entrada no país ante a ausência de prova de que o estrangeiro vai voltar ao seu, as companhias no Brasil evitam esse problema.

Se a companhia permitir o embarque mesmo assim você corre o grande risco de ter seu ingresso no território americano barrado por não ter a confirmação do voo de retorno.

O que acontece? Você pega um voo de volta ao Brasil sem nem sair do aeroporto.

reprovado

Sem dó, nem piedade.

Sendo assim viaje com o código de reserva, localizador ou qualquer outro documento que comprove sua volta, com data, hora e número do voo em mãos

e também no seu email, celular ou computador.

Não custa pecar pelo excesso para não passar por este constrangimento.

4. Uber

Depois de passar pela alfândega, você recolherá a bagagem despachada na esteira de bagagens (baggage claim).

Na sequência vá até o local dos “departures” (partidas). Você chegará nos “arrivals”(chegadas), porém o Aeroporto Internacional de Miami não permite que os motoristas de Uber acessem o local de chegadas.

Somente autorizam nos departures, que fica no andar de baixo (pergunte a um funcionário em caso de dúvida).

Quando atingir o departures, conecte-se ao WIFI Miami Airport. Abra uma aba na internet e clique nos 30min complimentary (grátis). Como são apenas 30 minutos e o aeroporto de Miami é enorme, só conecte-se quando chegar lá.

Chame o Uber.  Coloque como destino o seu endereço.

Logo uber.

O app vai perguntar em qual porta do aero que está. Todas as portas do aeroporto são numeradas, olhe a sua e coloque. Não tem erro! Espere o uber bem em frente a essa porta.

Caso eles te liguem e não te entendam: fale espanhol, a maioria dos motoristas de Miami são latinos com um inglês péssimo.


Espero que estas dicas tenham sido úteis!

Boa viagem a todos os whynotpackers!!

Why not Miami?

 

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

ESCREVA UM COMENTÁRIO