Natação direto do Estádio Maria Lenk no Parque Olímpico da Barra da Tijuca na Rio 2016.
Brasil, Rio 2016, Rio de Janeiro, Segundo os Turistas

Natação na Rio 2016 pela advogada Adriana Hapner

Natação: o esporte da família

Antes de mergulhar em processos, códigos e leis, a advogada deslizava pelas piscinas no Rio de Janeiro, sua cidade natal. Ainda que não tenha participado profissionalmente de competições,  praticou a natação durante muitos anos. O amor pelo esporte não acabou com a mudança para Curitiba, tampouco, com a sua “aposentadoria” das raias. Foi então a vez de suas três filhas Fernanda, Paula e Luiza entrarem de cabeça, sob as orientações e torcida da mãe orgulhosa.

Impulsionada pela paixão pela natação correndo no sangue, Adriana foi conferir de perto os atletas olímpicos com as duas filhas mais novas.

Segundo ela foi emocionante assistir cada braçada, pernada, baliza e virada dos melhores nadadores do mundo.

Provas da natação direito do Estádio Maria Lenk, localizado dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca. Rio 2016.
Provas da natação direito do Estádio Maria Lenk, localizado dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca.
Provas da natação direito do Estádio Maria Lenk, localizado dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca. Rio 2016.
Provas da natação direito do Estádio Maria Lenk, localizado dentro do Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Sobre a Rio 2016 em geral ela fez algumas observações:

“Transporte excelente! Tudo novo, embora tivesse que caminhar bastante! Ficaria mais interessante se tivessem espalhado plantas e lugares para sentar. Alimentação teria que ser bem melhor. Poucas opções, nada saudável, e acabava rápido! Um pouco calor dentro do ginásio. O forte foi a torcida! Todos muito felizes e incentivando muito os atletas. Emocionante!”

Nem consigo calcular a emoção que deve ter sido. Nunca contei aqui, mas natação é meu esporte preferido. Nadei dos 5 aos 14 anos. Cheguei a ser federada e participar de competições. Embora não tenha conquistado grandes vitórias, guardo com carinho todas as lembranças e pessoas maravilhosas que tive durante esses anos, e ainda acompanho o esporte pela televisão.

Sobre as duas últimas semanas de show de esporte, deixo registrado aqui meu respeito e admiração por todos os atletas olímpicos, independente de medalhas. Não existe meio-atleta. Ser atleta é abdicar de noites mal dormidas, baladas, bebidas alcóolicas, alimentação não saudável, horas de lazer, eventos sociais… Ser atleta não permite “dia do lixo”, preguiça de treinar, indisposições físicas e/ou emocionais. Ser atleta é ultrapassar barreiras diariamente.

Parabéns a todos os atletas! Vocês são exemplos de luta, garra, superação, comprometimento e vitória.

Obrigada a todos que compartilharam seu relato das Olimpíadas! E que venha o último final de semana e, depois, os Jogos Paralímpicos do dia 07 a 18/09. 

Os ingressos dos Jogos Paralímpicos estão disponíveis para venda aqui: https://ingressos.rio2016.com/rio2016.html?affiliate=PGF&doc=search&fun=search&action=filter

Advogada por profissão, escritora por hobby e viajante por paixão.

ESCREVA UM COMENTÁRIO